Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Compartilhe

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Sidarta em Sab Out 06, 2012 4:13 am

    Oi para todos!

    Eu estou fazendo a manutenção nos carburadores da minha TDM850 (ano 2001)
    Uma das constatações, foi a necessidade de substituição do diafragma, ou válvula de compensação do carburador esquerdo.
    Como resido no interior, resolvi perguntar na concessionária Yamaha local, se era possível encomendar a peça indentificada no catálogo de peças "Diaphragm Assy (5AP-14940-00) e qual seria o preço?

    http://i1067.photobucket.com/albums/u422/sidtoyo/Diafragmavalvuladeacelerao006_zpsb17f43ec.jpg
    http://i1067.photobucket.com/albums/u422/sidtoyo/Diafragmavalvuladeacelerao009_zpsbfff37cd.jpg
    http://i1067.photobucket.com/albums/u422/sidtoyo/Diafragmavalvuladeacelerao007_zps3b3c4018.jpg

    Fiquei surpreso, porque o vendedor me disse que tinha a peça disponível para venda.
    Eu questionei como uma peça de uma TDM850, estava disponível em uma concessionária Yamaha no interior de MG.
    Obtive a seguinte resposta: esta peça é a mesma usada na motocicleta modelo "Factor YBR125cc 2012."
    Fiquei muito alegre, então veio a decepção ou seja: R$ 65,70. Eu levei uma facada, (+ - 26,28 euros) Um pedaço de borracha minúsculo encaixado numa peça em liga de bronze.
    Comprei a peça, pois estava doido para ver o resultado pós manutenção. Más confesso que fiquei indignado com a Yamaha e me sinto roubado.
    Recentemente comprei uma corrente de comando(original) procedente do Japão e entregue na minha casa por R$ 200,00(incluso frete).
    Temos ai liga de aços especiais e até que o preço se justifica. Mas um diafragma de uma moto 125cc custar R$ 65,70 é roubo.
    Quando pesquisei na net no mercado nacional, não sabia dessa similaridade com o da Factor YBR125cc e dessa forma foquei em peça para TDM850. Achei no Paraná no Rei dos carburadores, também importado marca Keyster ao custo de R$49,00 + frete, ficaria no mesmo custo que comprei na concessionária.

    Ainda não pesquisei, mas acredito que o mercado nacional já fabrique esse diafragma para a Factor YBR125.

    Bom, choramingos à parte, o foco do post é a dica para os amigos sobre mais uma peça que tem similaridade com moto nacional.

    OBS: Não tenho certeza, mas acho que é o mesmo diafragma para os modelos TDM850 1999 à 2001.
    Acredito que as fotos acima, vão facilitar a identificação, caso algum proprietário necessite também de efetuar a mesma substituição.

    Grande abraço

    Altrão

    Mensagens : 381
    Data de inscrição : 31/01/2009
    Idade : 49
    Localização : Porto Alegre, RS

    Re: Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Altrão em Sab Out 06, 2012 3:08 pm

    Boa dica Sidarta.
    Provavelmente lá fora é mais barato, mas devido ao tempo de espera talvez não valha muito a pena.


    _________________
    Abraço,
    Altrão
    Super Ténéré 1200 DX 2014/2015 Cinza
    __________________________________________________
    There is no way to explain why riding a bike.
    For those who understand no words are necessary.
    For those who do not understand no explanation is possible.
    __________________________________________________

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Re: Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Sidarta em Seg Out 08, 2012 7:26 pm

    Altrão escreveu:Boa dica Sidarta.
    Provavelmente lá fora é mais barato, mas devido ao tempo de espera talvez não valha muito a pena.

    Altrão,

    veja o que uma rápida pesquisa direcionada(mercado nacional) me trouxe: http://www.atlantamotos.com.br/p/0000507/VALVULA+COMPENSADORA+(VITON)+YBR+%252F+FACTOR+125

    Grande abraço

    Samuel Gusmão

    Mensagens : 9
    Data de inscrição : 05/01/2012
    Idade : 52
    Localização : Jundiaí

    Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Samuel Gusmão em Qua Out 17, 2012 5:44 pm

    Sidarta, boa tarde.
    Tenho uma TDM 850 2001, ou seja, igual a sua.
    Também passei pela experiência de trocar as válvulas de compensação dos carburadores. Só que, o mecânico já antecipou e me avisou que eram iguais as da YBR. Fui busca-las em Campinas pois, aqui em Jundiaí não havia nas revendas. Paguei caro também (custo Bra$il?). Só que o mecânico já avisou antecipadamente: não compre paralelas, vai economizar nas peças mas, durarão pouco. Ou seja: iria pagar duas vezes a mão-de-obra, fora a compra das peças originais e o tempo...
    Dica que um amigo fez com a TDM 98 dele: devido a folga no conjunto difusor e agulha dos carburadores, arranjou um torneiro mecânico de confiança que fez outros difusores e ajustou às agulhas. Custo: R$ 50,00 o par. A moto dele está fazendo mais de 22 por litro na estrada à velocidade de 110/120 Km/hora. Além do consumo, melhorou o desempenho, evidente.
    Sei que os carburadores de nossas TDMs são diferentes mas, o desgaste existe e a solução é interessante. Já vi relatos de membros do fórum que se queixam do consumo elevado.
    Sei que o estilo de cada um influencia mas, muitas vezes a solução é simples.
    A minha, quando tudo vai bem, faz 16/17 Km por litro. Se bem que ando um pouco mais “acelerado” que este meu amigo da TDM 98.
    Na próxima revisão, com certeza farei os novos difusores também e posto o resultado, ok?
    Abraço!


    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    CARBURADOR TDM850 ANO 2001 - PEÇA SIMILAR

    Mensagem  Sidarta em Qua Out 17, 2012 7:13 pm

    Boa tarde Samuel!

    Eu sempre ouvi relatos sobre a qualidade do material (borracha) para peças paralelas no que tange, diafragmas e reparos de bombas de combustivel e etc, em relação às originais. No meu caso; eu coloquei a original, pois somente depois da compra que eu descobri a paralela.
    Eu sempre fiz a manutenção das minhas motocicletas e no passado já troquei muitas válvulas compensadoras (mercado paralelo) de uma CB400 que tive por 10 anos. Lembro que elas duravam +- 2 anos e como eu mesmo fazia a manutenção era viável. Como eu também já estou dominando a manutenção da minha TDM850 e relativamente já levo pouco tempo para retirar os carburadores e desmontá-los, acho que para mim seria viável.
    Mas confesso, que para quem depende de mão de obra externa, o mais viável é não trocar o certo pelo duvidoso, portanto seu mecânico está certo.
    Quanto ao difusor/agulha voce está pleno de razão, pois o mesmo acontecia com a CB400. Quando começava a engasgar, já era o sinal para a troca das agulhas. No início as agulhas eram com posição fixa e posteriormente apareceram as agulhas com ranhuras/pics, onde voce ia descendo conforme o consumo. Cheguei a quase 100.000km na CB400 e nunca mexi no difusor, sempre regulando na agulha e o consumo se mantendo dentro do padrão. Voltando à TDM, mesmo após a troca recente da válvula compensadora e regulagem do nível da bóia, o consumo continua alto e a vela dá sinal de mistura rica. Meu próximo passo é a retirada do pistonete e verificar se a gulha nesse modelo(2001) tem as respectivas ranhuras de regulagem. Se tiver vou abaixar agulha em um pic e ver o resultado. Caso contrário, vou recorrer ao Rei dos Carburadores no Paraná: agulha e difusor novos. Também estarei postando à medida dos avanços na manutenção.

    Grande abraço!



    Samuel Gusmão

    Mensagens : 9
    Data de inscrição : 05/01/2012
    Idade : 52
    Localização : Jundiaí

    Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Samuel Gusmão em Qua Out 17, 2012 8:40 pm

    Boa tarde Sidarta!
    Adianto: sim, os carbudaradores das TDMs têm os pics.
    E realmente dependo da mdo externa pois, resido em apartamento e não tenho onde executar os serviços. Não que eu saiba muito mas, já me "rolei" na graxa um pouco... rsrsrs
    Em relação aos difusores e agulhas, lhe contei a história por causa exatamente do custo. Sei que o pessoal do Rei dos Carburadores lá de Curitiba é bacana e dispõe de muita coisa boa. Só que antes de lhe escrever vi o custo: uma agulha apenas, marca Keyster, custa R$ 44,00.
    Bem, espero não ter lhe atormentado.
    Vamos trocando informações, isso que vale!
    Abraço!

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Sidarta em Qua Out 17, 2012 11:29 pm

    Samuel,

    Eu também já trouxe algumas peças(keyster) do Paraná,agulha de boia e sede, guarnição de cuba e sei como são os preços.
    Boa informação/confirmação que voce me deu sobre o pic nas agulhas, agora é só meter a mão na massa.
    É isso aí vamos mantendo contato.

    Abraço!

    pedrao_rc

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 28/09/2011

    genéricos TDM

    Mensagem  pedrao_rc em Ter Out 30, 2012 12:56 pm

    Estou montando uma planilha com os componentes genéricos para nossas TDMs.

    Sua dica vai para a planilha.

    Obrigado.

    ITEM OPÇÃO COMENTÁRIO

    Reparo da torneira de combustível : reparo da YBR
    Rolamentos da roda dianteira: 6303ZZ - NSK, SKF ou outra de confiança : original MIZUMI B6303ZZ
    Retentores das bengalas: Medidas: 41mm x 53mm x 8 / 9.5mm : XT600 E 87/2003
    Retificador/Regulador: CB400 : optar pelo horiginal honda
    filtro de óleo xt600 : 4X7-13440-01

    rogerio

    Mensagens : 2
    Data de inscrição : 02/04/2014

    Agulha do pistonetes

    Mensagem  rogerio em Qua Abr 02, 2014 1:02 am

    Samuel Gusmão escreveu:Sidarta, boa tarde.
    Tenho uma TDM 850 2001, ou seja, igual a sua.
    Também passei pela experiência de trocar as válvulas de compensação dos carburadores. Só que, o mecânico já antecipou e me avisou que eram iguais as da YBR. Fui busca-las em Campinas pois, aqui em Jundiaí não havia nas revendas. Paguei caro também (custo Bra$il?). Só que o mecânico já avisou antecipadamente: não compre paralelas, vai economizar nas peças mas, durarão pouco. Ou seja: iria pagar duas vezes a mão-de-obra, fora a compra das peças originais e o tempo...
    Dica que um amigo fez com a TDM 98 dele: devido a folga no conjunto difusor e agulha dos carburadores, arranjou um torneiro mecânico de confiança que fez outros difusores e ajustou às agulhas. Custo: R$ 50,00 o par. A moto dele está fazendo mais de 22 por litro na estrada à velocidade de 110/120 Km/hora. Além do consumo, melhorou o desempenho, evidente.
    Sei que os carburadores de nossas TDMs são diferentes mas, o desgaste existe e a solução é interessante. Já vi relatos de membros do fórum que se queixam do consumo elevado.
    Sei que o estilo de cada um influencia mas, muitas vezes a solução é simples.
    A minha, quando tudo vai bem, faz 16/17 Km por litro. Se bem que ando um pouco mais “acelerado” que este meu amigo da TDM 98.
    Na próxima revisão, com certeza farei os novos difusores também e posto o resultado, ok?
    Abraço!




    Alguem ai sabe informar sobre as agulhas do pistonetes e difusor da tdm850 2001?? Nao consegui nem no rei dos carburador no paraná.

    pedrao_rc

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 28/09/2011

    Re: Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  pedrao_rc em Qua Abr 02, 2014 1:24 am

    rogerio escreveu:


    Alguem ai sabe informar sobre as agulhas do pistonetes e difusor da tdm850 2001?? Nao consegui nem no rei dos carburador no paraná.

    Tente com o sr. Masao (a.masao@yahoo.com.br). Já comprei várias peças para a TDM com ele.

    Abraços.

    Pedrão_rc

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Agulha do pistonete

    Mensagem  Sidarta em Qua Abr 02, 2014 2:06 am

    Boa noite Rogério!

    Primeiramente seja bem vindo ao fórum!

    Até o presente, eu não tive a necessidade de substituir as agulhas dos pistonetes dos carburadores da TDM 850 2001.
    Mesmo porque na última revisão que fiz recentemente, elas estavam em bom estado.
    Já troquei, agulhas de boia, sede, diafragmas laterais, e guarnições das cubas. A maioria das peças vieram do Rei dos Carburadores no Paraná.
    Estou supreso de voce não encontrar para a 2001 com eles.
    Essas agulhas e difusores têm uma boa resistência e desgastam pouco. Elas têm 5 pics e para esse modelo/ano, a trava deve estar no pic do meio.
    Em caso de desgaste, seria somente levantar a trava para o quarto pic e assim sucessivamente. Estaríamos então abaixando a agulha.
    Porque voce está buscando novas? Desgaste em excesso ou estão danificadas?
    Até o presente eu não conheço peça similar. Voce já tentou no mercado paralelo, comparar com as da XT225 ou 600?
    Outra alternativa seria ebay, ou conforme o nosso amigo Pedrão rc com o sr. masao.
    Qualquer novidade eu lhe aviso.
    Por favor nos mantenha informados, para que possamos acompanhar a solução.

    Grande abraço!

    rogerio

    Mensagens : 2
    Data de inscrição : 02/04/2014

    Valeu pela atenção

    Mensagem  rogerio em Qua Abr 02, 2014 2:17 am

    Sidarta escreveu:Boa noite Rogério!

    Primeiramente seja bem vindo ao fórum!

    Até o presente, eu não tive a necessidade de substituir as agulhas dos pistonetes dos carburadores da TDM 850 2001.
    Mesmo porque na última revisão que fiz recentemente, elas estavam em bom estado.
    Já troquei, agulhas de boia, sede, diafragmas laterais, e guarnições das cubas. A maioria das peças vieram do Rei dos Carburadores no Paraná.
    Estou supreso de voce não encontrar para a 2001 com eles.
    Essas agulhas e difusores têm uma boa resistência e desgastam pouco. Elas têm 5 pics e para esse modelo/ano, a trava deve estar no pic do meio.
    Em caso de desgaste, seria somente levantar a trava para o quarto pic e assim sucessivamente. Estaríamos então abaixando a agulha.
    Porque voce está buscando novas? Desgaste em excesso ou estão danificadas?
    Até o presente eu não conheço peça similar. Voce já tentou no mercado paralelo, comparar com as da XT225 ou 600?
    Outra alternativa seria ebay, ou conforme o nosso amigo Pedrão rc com o sr. masao.
    Qualquer novidade eu lhe aviso.
    Por favor nos mantenha informados, para que possamos acompanhar a solução.

    Grande abraço!


    Entao eu estou buscando novas a pedido do mecanico deu um calço hidraulico no motor e tive que trocar o reparo do carburador desde entao começou a dar uma falha na aceleração entre 2.5 a 3 mil giros da umas falhadas feias. Levei novamente no mecanico e disse q estava td normal e pediu para q encomendasse essas peças. Quanto aos PICs ele foi aumentando e diminuindo a altura porém sem exito. Nao sei o q pode ser entao por via das duvidas estou tentando achar essas peças mas está complicado de encontrar. Obrigado pela atenção e vou sim mantendo-os informados sobre meu caso Abç.

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Agulhas do pistonete

    Mensagem  Sidarta em Qui Abr 03, 2014 2:19 am

    Oi Rogério!

    Não quero ser chato más... O fato de pedirmos o retorno é justamente para trocarmos experiências. Portanto ai vai um testamento.
    Minha moto falhava um pouco até os 3.000 giros. Acima disso virava um rojão.
    Tive vários problemas com vazamento de comubstivel pelos carburadores.
    Vou relatá-los na ordem que surgiram:
    1) 3 dias após a compra da moto – (Chão molhado por gasosa) - primeiro detectei muita sujeira nas cubas dos carburadores(decomposição da gasolina), parece uma areia finíssima. Isso prejudicava a vedação das agulhas das boias de ambos os carburadores. Também percebi que as guarnições precisariam ser substituídas. Más nesse momento eu não o fiz, pois estava conhecendo a moto. Sabia que era questão de tempo e teria que substitui-las. Somente limpei os carburadores e ficou beleza.
    2) Meses depois voltou o vazamento –(chão molhado por gasosa) detectei que eram as guarnições das cubas - comprei via Rei dos carburadores(guarnições + assento e agulhas de boias - troquei somente as guarnições e as agulhas das bóias- ficou beleza
    3) Meses depois voltou o vazamento(chão molhado por gasosa) com a moto parada a 3 dias - Quando retirei os carburadores vi logo inundação do duto de admissão do lado esquerdo, ou seja é o lado que o carburador fica mais baixo com a moto no descanso lateral. Dava para ver a haste da válvula totalmente mergulhada na gasolina. Se eu tivesse ligado, provavelmente teria acontecido o calço hidráulico, isso se ela pegasse. O óleo estava também contaminado com gasosa. O que significa que passou entre pistons e cilindros.
    Parti para verificar o nível da altura das bóias- não consegui uma referência em catálogo nenhum, nem tampouco em sites gringos .
    As cubas dos carburadores da 2001 são diferentes dos anos anteriores. E a medição é feita pela linha d'água. Uma mangueira transparente tipo de pedreiro que é conectada ao ladrão e se faz a comparação com a linha em relevo na face externa da cuba. Ou seja, o nível interno é transferido para a coluna externa e compara-se com a linha da cuba. Na 2001 essa linha é duvidosa, pois aparece uma segunda linha. Os gringos ficaram surpresos com a informação. Dessa forma parti para o metódo antigo ou seja; a bóia deve estar encostada na agulha(sem pressionar) - a partir da parte mais alta da bóia até a face plana da borda da cuba, voce obtém a medida e anota(anota para não esquecer). Encontrei se não me engano em 7mm.
    A bóia tem uma chapinha que permite a regulagem.(melindroso)
    Eu comecei em abrir por 1mm. A bóia iria fechar mais cedo e teoricamente teria menos combustível na cuba.
    Subi para 8mm. Pouco tempo depois vazou novamente. Subi para 9mm e bingo - já fazem 6 meses e tudo tá ok. Na TDM o desenho dos carburadores e a posição de funcionamento permite vazamento e inundação em caso de pequena diferença na altura da bóia. Isso porque a moto fica no descanso lateral e o vilão sempre é o cilindro esquerdo. Veja bem, a maioria das motos carburadas dificilmente enfrentam esse problema, porque o desenho e a posição de funcionamento são diferentes da TDM. O fato de ter ido para 9mm, eu testei na lenta, em média e alta até quase 180. Não passei dai. Pelo que ela está andando eu não acredito que faltará gasolina para velocidade acima disso. Portanto para a 2001 conclui na prática que ela aceita a altura de 9mm, para ambas as bóias.
    Aproveitei e troquei os assentos das agulhas das bóias, que ja haviam sido comprados conforme ítem2. Fiquei surpreso quando retirei o assento antigo, abaixo dele tem um pequeno filtro de tela(minúsculo), que pode ser transferido para o novo. O assento como em demais motocicletas tem um oring no corpo(anel de borracha) e encaixa na sede com pressão(pequenas batidas).
    Quanto às agulhas dos pistonetes, estavam com a trava no segundo pic, sentido a partir da ponta mais fina para a mais grossa. Questionei os gringos e a resposta: a agulha tem 5 pics no total e a posição correta de fábrica é no pic do meio e lógico eu fiz a alteração.
    A moto ficou show e os engasgos quase sumiram.
    Levei a moto na Yamaha e questionei o mecânico se ouvindo o motor, ele poderia me dar um diagnóstico sobre as válvulas. Resposta; sua moto está redonda, nem pense em abrir para verificar essas válvulas. Passei essa informação para os gringos e eles me retornaram que: não existe diagnóstico por ouvidômetro. A Yamaha recomenda a verificação tanto para a 850 quanto para a 900 aos 40.000km. Pesquisei tudo sobre como fazer a manutenção, comprei um cálibre de lâminas e bingo. As 3 válvulas de admissão de ambos os cilindros estavam todas com medidas inferirores a 0,15. Sendo o padrão( 0,15 com tolerância até 0,20). A duas de escape de ambos os cilindros estavam dentro da tolerância, acima de 0,25. Sendo o padrão( 0,25 com tolerância até 0,30). Portanto caro amigo, ouvidômetro não mais. A moto praticamente estava com as válvulas de admissão bem fechadas e ainda continuava funcionando e com elogio dos mecânicos da Yamaha.
    Porque do meu testamento acima? Para você ter mais suporte diante do seu mecânico. Longe de duvidar da capacidade dele.
    Porque engasgos até os 3.000 giros é uma constante reclamação dos proprietários de TDM850 brasileiros e gringos. Não é normal e se faz necessário a manutenção dos itens envolvidos acima. Resumindo; desgaste ou idade. Na manutenção que fiz acima relatada, não me foi possível precisar qual ítem é o mais relevante, más um conjunto de itens que leva à solução.
    Nas primeiras TDM 850 1991 à 1995 chamadas de MK1, um dos vilões é o que os gringos chamam de tubo de emulsão. É a sede da agulha que desgasta com +- 30.000 ou menos e tem que ser substituída. Nesses modelos você tem acesso fácil para retirar e trocar. Plug and play.
    Não é o mesmo caso das MK2 1996 à 2001 onde as agulhas e sede são mais resistentes e com outra concepção. Não é comum trocar a sede, troca-se a agulha.
    A função da agulha (que é cônica) é permitir (através de depressão) a passagem de mais ou menos gasolina conforme se dosa o acelerador. Lá na frente ainda vem a borboleta de admissão que no momento não vem ao caso.
    Aí vem as perguntas para você.
    1) Quantos mil km sua moto marca no odômetro total?
    2) Antes desse diagnóstico de calço hidráulico, ela funcionava bem e sem engasgos??

    Se for 50.000 ou mesmo 60.000 eu não vejo o porque de trocar as agulhas. Sendo que uma vez cônicas, elas têm as ranhuras para que possam ser abaixadas e dessa forma compensando o desgaste próprio ou mesmo da sede.
    Pode até ser, mais acho que novas agulhas não resolverão o problema da sua moto.
    Qual o motivo do calço hidráulico?
    Pode ser por água, óleo, ou mesmo gasolina, inundando a câmara de admissão. Aí pode ir para o saco válvulas e etc.
    Se no seu caso foi por gasolina, com certeza porque as bóias não cumpriram a função.
    Acontece também por furos no diafragma da bomba (elétrica) de gasolina e isso leva a uma carga maior para as boias, que se não tiverem em bom estado, juntamente com as agulhas(da bóia), permitem a passagem devido a alteração do nível.
    Existem também relatos de falhas provocadas por: fio das bobinas, cachimbo de velas, ou as próprias bobinas, onde o isolamento enfraquece e deixa passar centelha para o quadro da moto(também acontece nas 900). Principalmente quando está chovendo. Também tem sido um vilão o relé do motor de arranque. Em alguns casos a moto simplesmente não pega e em outros caos funciona, más acarreta uma série de falhas elétricas.
    Por hoje é só. Vamos continuando a trocar idéias.

    OBS: Também foi trocado um diafragma lateral- da bomba de aceleração.

    Grande abraço!


    pedrao_rc

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 28/09/2011

    Calço hidráulico

    Mensagem  pedrao_rc em Qui Abr 03, 2014 11:26 am

    Caro Sidarda, vou copiar seus posts e montar uma apostila sobre TDM.

    Uma pergunta básica, normalmente ocorre o calço quando o carburador deixa passar o combustível direto do tanque para a câmara, mas se a TDM tem bomba de combustível não deveria vedar esse fluxo?

    Abraços

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    CALÇO HIDRÁULICO

    Mensagem  Sidarta em Qui Abr 03, 2014 6:56 pm

    Fala pedrão_rc!

    No final do meu tópico acima, eu falo sobre o reparo da bomba de combustível.
    De acordo com tudo que eu já li sobre as bombas elétricas das TDM, elas têm vida útil de +- 50.000km. A minha está com 53.000km e eu já estou com a barba de molho.
    Até o presente não vi relato de falha do sistema elétrico dessas bombas. O que acontece é que a vida útil do diafragma de borracha chega ao fim pela fadiga e abre o bico. Veja esse link aqui do fórum mesmo: http://tdm900brasil.forum-livre.com/t272-bomba-de-gasolina-eletrica-pifou-resolvido
    Também tenho visto usuários comunicarem, que a moto está no estaleiro por vazamento de combustível e contaminação  também do óleo. Sorte que não ligaram a moto, pois corria-se o risco de calço hidráulico. Posteriormente informam que a causa era a bomba de gasolina.
    Após instalação de uma nova bomba o vazamento sumiu e agora é só alegria.
    Aí voltamos para responder a sua pergunta
    1) o tanque armazena a gasolina
    2) a torneira libera para a bomba
    3) a bomba quando em funcionamento  é responsável por alimentar os carburadores
    4) a bóia dos carburadores são responsáveis por manter o nível
    Partindo desse princípio penso que independente da bomba estar com o diafragma furado, a bóia deveria cumprir a função de vedar a gasolina em excesso, mantendo o nível máximo.
    Sendo assim acho que se houve o calço hidráulico e foi constatado o defeito na bomba, também o nível da bóia e as agulhas de bóia devem ser verificadas, pois com certeza não cumpriram a função.
    Já pensou se todos nós tivéssemos que fechar o registro geral de água, quando saíssemos de casa?  E porque não fazemos? Por que as caixas d’água tem a boia para cumprir essa função.
    Já vi relato no site(Carpe) Ingles, onde cogitam sobre a quantidade de usuários que informam que tiveram problema com vazamento de combustível. Muitos atribuem o vazamento à configuração dos carburadores x posição que ficam quando a moto está apoiada no descanso lateral. Trata-se de uma moto grande, pesada e que nem sempre colocamos para rodar todos  os dias. Nesse caso o cilindro esquerdo é o mais prejudicado e a inundação inicia por ele, devido a posição em que o carburador esquerdo fica(+ baixo). Resumindo, qualquer eventualidade com a bomba, desgaste das agulhas ou sujeira na câmara, as bóias param de cumprir a função de vedar totalmente.

    OBS: O calço hidráulico pode ocorrer por qualquer líquido como mencionei  no post anterior.
    Óleo do motor ou mesmo o líquido refrigerante do radiador, ou também  água vindo sei lá de onde(Chuva, durante a lavagem e etc)
    Trinca, junta velha e danificada, ferrugem ou quebra de peças que permitam a entrada desse líquido entre o piston e a câmara onde fica a vela. Preencheu esse espaço com a moto funcionando, pau na certa devido ao calço hidráulico.

    Abraço!

    pedrao_rc

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 28/09/2011

    bomba

    Mensagem  pedrao_rc em Qui Abr 03, 2014 8:46 pm

    Muito agradecido, Sidarta.

    A minha está com uns 50.000km e eu já tive que trocar a bomba ( ela ficou parada numa agência por um bom tempo e nossa maravilhosa gasolina deve ter estragado o diafragma).
    Troquei a bomba e desmontei a velha para verificar e realmente era o diafragma. Tenho até umas fatos do processo.
    Abraços

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    BOMBA

    Mensagem  Sidarta em Qui Abr 03, 2014 11:22 pm

    Boa noite pedrao_rc!

    Voce colocou bomba nova, ou mandou reformar?
    Já que voce tem fotos da bomba desmontada, posta ai para gente ver.
    Vamos trocar figurinhas nesse fórum que tá muito devagar.
    Eu já andei dando umas bitacas nos preços da nova e penso que quando chegar a hora de trocar a minha, vou partir para reformar.
    Fica na faixa de R$ 250,00 + frete.
    Se der certo tudo bem, se não der parto para uma nova, pelo menos tentei.

    Felicidades!

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    BOMBA

    Mensagem  Sidarta em Qui Abr 03, 2014 11:31 pm

    Pedrao_rc,

    rapaz eu estou aqui viajando na maionese, acho que é a idade.
    Não precisa postar foto nenhuma conforme solicitei no post anterior.
    Voce é o responsável por eu ter conhecido a parte interna da bomba de gasolina.

    Voce já postou as fotos em tópico anterior, onde fizemos vários contatos.
    Esse é o link, vide página 2- http://tdm900brasil.forum-livre.com/t272-bomba-de-gasolina-eletrica-pifou-resolvido

    Desculpe eu não ter percebido antes.

    Felicidades!

    pedrao_rc

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 28/09/2011

    bomba

    Mensagem  pedrao_rc em Sex Abr 04, 2014 2:51 am

    Sem problemas Sidarta.
    No meu caso eu coloquei uma original pois eu tinha um pouco de pressa de liberar a moto ( mas me custou R$650,00!)
    Depois com calma, fiz umas pesquisas e vi que dá para colocar outras (inclusive de carros), muito mais baratas.
    Pedrão_rc

    Azevedo

    Mensagens : 23
    Data de inscrição : 24/07/2013

    Re: Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Azevedo em Qui Abr 24, 2014 2:16 pm

    Bom dia Sidarta...estou com o mesmo problema de carburador que vc teve ha algum tempo atrás...e o seu relato esta sendo muito útil pra mim..
    no momento apenas alterei a altura da boia do carburador esquerdo, pelo mesmo motivo que o seu...ate que eu possa trocar os jogos de estiletes/sedes...ai me ocorreu uma duvida...resolvi checar em quantas voltas estavam as agulhas de passagem da gasolina (como vc mencionou) e achei 03 voltas em cada um... Vc saberia me dizer qual o numero de voltas padrao? Um abraço
    Azevedo

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Parafuso da mistura do carburador TDM850 2000

    Mensagem  Sidarta em Qui Abr 24, 2014 5:56 pm

    Boa tarde Azevedo!

    Fico feliz que os meus relatos estão lhe ajudando. Por isso que é bom postarmos as dúvidas e solução.

    Para a sua TDM850 ano 2000 o padrão inicial é 2 voltas.
    Veja discussão no fórum gringo(Carpe), onde eu também participo como sidarta.
    A sua resposta começa a partir do tópico nº6 iniciado por mim e concluida no tópico de nº11.
    O ideal seria voce ler todos os tópicos desse post, para inteirar de mais detalhes.
    Como eu não domino o ingles, abro o site através do google chrome para facilitar a tradução clicando sobre o post com o botão direito do mouse.
    Segue o link: http://www.carpe-tdm.net/ipb/index.php?showtopic=25810&hl=%2Bturns+%2Bthe+%2Bmixture+%2Bscrew#entry250261

    Grande abraço.

    Azevedo

    Mensagens : 23
    Data de inscrição : 24/07/2013

    Re: Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Azevedo em Sex Abr 25, 2014 8:42 pm

    Boa tarde Sidarta...dei uma olhada no link da carpe tem e hj de manha ajustei em 2 voltas as agulhas... Com isso certamente a moto vai ficar mais econômica... Já encomendei as agulhas e sede das boias la do rei dos carburadores.e tenho mais uma pergunta pra vc: e realmente necessária a troca das sedes? Aparentemente elas não sofrem desgaste porque a ponta dos estiletes é de borracha..de qualquer forma vem o jogo completo...mas pelo que observei essas sedes não devem sair fácil...um abraço
    Azevedo

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Sidarta em Sab Abr 26, 2014 3:03 am

    Azevedo, boa noite!

    Voce falou tudo, as sedes aparentemente não se desgastam na base afunilada, para receber a ponta da agulha que é de borracha.
    Dá primeira vez eu troquei somente as agulhas e fui tentando regular a altura da bóia até chegar no ponto informado num tópico acima.
    Ressalto entretanto, que não podemos desconsiderar que existe a possibilidade de desgaste pelos lados. Um vez que a agulha ou válvula embora tenha a ponta de borracha, o corpo que corre dentro da sede é metálico e ai.....Deve ser mínimo más tem condição de se desgastar. Também não posso afirmar que o desgaste mínimo teria condição de comprometer a correta vedação por mancar dos lados.
    Na última manutenção, quando também fiz as válvulas e troca da corrente de comando, eu resolvi trocar as sedes. Existe uma ferramenta com cabo tipo chave de fenda, porém na outra extremidade existe tipo um pedaço de um parafuso com rosca especial para corte, semelhante a um macho para abrir rosca.
    Uma vez enroscando essa peça no diâmetro interno da sede onde vai a agulha, é só sacar ou seja puxar com certa força e voce tem a sede na mão.
    A sede já sai inutilizada internamente, óbvio.
    Essa ferramenta faz parte do jogo de qualquer oficina mais equipada. Qualquer mecânico troca isso para voce num minuto.
    Alerto que a sede velha vai sair com um dedal minúsculo filtro de tela conectado nela. Cuidado para não perdê-lo. Ele pode ser retirado e passado para a sede nova, onde encaixa perfeitamente. Fiquei de bobeira com esse filtro minúsculo. No meu caso estava limpinho. Para colocar a sede nova o mecânico tem a manha, pois é batendo(apoio de madeira ou material semelhante) mesmo e com cuidado para não estragar nem morder o oring(anel de borracha). Essa operação é corriqueira para mecânicos experientes. Já que voce tem a sede nova compatível com a agulha nova(deve ser Keister né?),
    porque não trocar?
    Mãos à obra.

    Felicidades!

    Azevedo

    Mensagens : 23
    Data de inscrição : 24/07/2013

    O consumo aumentou!!

    Mensagem  Azevedo em Qui Maio 22, 2014 10:42 pm

    [quote="Sidarta"]Azevedo, boa noite!

    Voce falou tudo, as sedes aparentemente não se desgastam na base afunilada, para receber a ponta da agulha que é de borracha.
    Dá primeira vez eu troquei somente as agulhas e fui tentando regular a altura da bóia até chegar no ponto informado num tópico acima.
    Ressalto entretanto, que não podemos desconsiderar que existe a possibilidade de desgaste pelos lados. Um vez que a agulha ou válvula embora tenha a ponta de borracha, o corpo que corre dentro da sede é metálico e ai.....Deve ser mínimo más tem condição de se desgastar. Também não posso afirmar que o desgaste mínimo teria condição de comprometer a correta vedação por mancar dos lados.
    Na última manutenção, quando também fiz as válvulas e troca da corrente de comando, eu resolvi trocar as sedes. Existe uma ferramenta com cabo tipo chave de fenda, porém na outra extremidade existe tipo um pedaço de um parafuso com rosca especial para corte, semelhante a um macho para abrir rosca.
    Uma vez enroscando essa peça no diâmetro interno da sede onde vai a agulha, é só sacar ou seja puxar com certa força e voce tem a sede na mão.
    A sede já sai inutilizada internamente, óbvio.
    Essa ferramenta faz parte do jogo de qualquer of!!icina mais equipada. Qualquer mecânico troca isso para voce num minuto.
    Alerto que a sede velha vai sair com um dedal minúsculo filtro de tela conectado nela. Cuidado para não perdê-lo. Ele pode ser retirado e passado para a sede nova, onde encaixa perfeitamente. Fiquei de bobeira com esse filtro minúsculo. No meu caso estava limpinho. Para colocar a sede nova o mecânico tem a manha, pois é batendo(apoio de madeira ou material semelhante) mesmo e com cuidado para não estragar nem morder o oring(anel de borracha). Essa operação é corriqueira para mecânicos experientes. Já que voce tem a sede nova compatível com a agulha nova(deve ser Keister né?),
    porque não trocar?
    Mãos à obra.

    Felicidades!
    [Boa noite Sidarta. Continuando o assunto das agulhas/sedes... bom, eu mesmo troquei o conjunto e regulei a altura da bóias,porque de primeira montagem elas nao vedaram...deixei a moto trabalhando por meia hora, apoiada no cavalete de serviço e observando os carburadores...ficou bem regulada de lenta e sem engasgos de aceleração,e principalmente nao deu aquele excesso ...
    O problema e que fazendo medias de consumo ela agora nao faz mais de 14km/l andando beeem tranquilo (antes desse serviço e mesmo com excesso de gasolina ela fazia 15/16 km/l)...
    os parafusos das misturas eu deixei com 2 voltas e aferindo as agulhas dos pistonetes,estao na 3a posição...
    2 velas novas e o filtro ainda esta muito bom...
    A unica observação é que o sensor TPS foi desligado e removido da moto porque simplesmente estragou devido ao tempo de uso... o pior é que o TPS não se encontra em lugar algum...o mecanico que retirou o tps é preparador de motos de competição e disse que este nao serviria mais e pediu para que eu observasse alguma alteração no funcionamento e rendimento...
    A moto liga de manhã de primeira sempre com o afogador puxado (antes nem puxava,porque ela ficava afogada durante a noite) anda normal e acelera forte sem engasgos...sem o TPS vc precisa ter um pou co de paciencia na leitura do conta-giros porque ele fica o tempo todo apontando pro 1000 e 3000 rpm e normaliza brevemente...
    estou aqui pensando se nao seria as regulagens de 2 voltas que eu deixei...porque antes elas estavam em 03 voltas...vou fazer uma pequena viagem e ver como fica a media na estrada antes de mexer de novo...
    se vc tiver alguma dica estou a disposição...

    Um abraço , Azevedo

    Sidarta

    Mensagens : 274
    Data de inscrição : 06/08/2011
    Idade : 59
    Localização : MG

    O CONSUMO AUMENTOU!!

    Mensagem  Sidarta em Sex Maio 23, 2014 12:07 am

    Boa noite Azevedo!

    Eu excluiria o parafuso da mistura que se encontra em 2 voltas, conforme voce afirmou. Veja bem para as TDM's o raciocínio é o contrário.
    Na maioria das motocicletas carburadas esse parafuso controla a entrada de ar. Mais voltas = +ar.
    Partindo desse princípio; quanto mais voce abre, mais a mistura empobrece devido o almento do ar na mistura, pois a parte de gasolina é controlada pelos gicles (teoricamente em marcha lenta).

    Nas TDM's carburadas esse parafuso controla a entrada de gasolina. Mais voltas = + gasolina. Partindo desse pincípio; quanto mais voce abre, mais a mistura enriquece devido o almento da entrada de gasolina. Por isso que eu afirmo que é o contrário.
    Se a sua motocicleta foi fabricada entre 1996 a 2001 = 2 voltas é o padrão inicial de fábrica. Acredito eu que com aparelhos poderia se otimizar, um pouquinho mais ou menos. Más 3 voltas com certeza é muita rica. Entendo que o conjunto foi construido para trabalhar em sintonia: bóia com nível correto, agulha do pistonete com a trava na 3ª posição(posição do meio) e parafuso com 2 voltas. Qualquer alteração em um, reflexo no outro.
    Suas informações:
    1) nível de boia alterado - para qual altura em mm? Tudo bem que não vaza más...eu cheguei a 9mm e testei até +- 180
    2) trava da agulha na 3ª posição (do meio) - AQUI VALE VERIFICAR A COLORAÇÃO DAS VELAS PARA TER CERTEZA DE COMO ESTÁ A QUEIMA. Dependendo da coloração não seria a hora de passar para a 4ª posição? Ou seja se houve desgaste da agulha(tempo de uso), as ranhuras são para ser usadas. Passando para a quarta posição e sabendo que a agulha é cônica, ela estaria limitando mais um pouco a passagem de gasolina. Na teoria estaria voltando para medidas originais, gastou o diâmetro eu compenso abaixando a agulha.
    3) Parafuso da mistura em 2 voltas - esse parafuso é fixo(retentor de borracha pequenino na ponta + arruela minúscula + mola) e o desgaste pelo tempo mínimo, principalmente se foi um carburador bem cuidado. Alterá-lo para 3 voltas é abrir a gasosa ainda mais.
    Os 3 ítens acima se estiverem em sintonia com os giclês de fábrica, não tem erro.
    Os diafrágmas laterais estão ok? Não estão furados ou ressecados? Isso pode almentar o consumo também.

    Agora quanto a TPS, acho sim que teria influência no consumo. Pois ele envia a mensagem préviamente para o avanço(parte elétrica).
    Seria um otimizador do sistema combustível/queima. Injeção de pobre. Quanto ao TPS espero não ter falado besteira, portanto vou pesquisar mais a respeito.

    Bom acho que tem material para voce pensar. Eu vou ver se consigo mais alguma coisa.

    Felicidades!




    Conteúdo patrocinado

    Re: Carburador TDM850 ano 2001 - peça similar

    Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:09 pm


      Data/hora atual: Ter Dez 06, 2016 12:09 pm